Resultados Verificador Regras Notícias SuperDraw Estatísticas F.A.Q

Atenção! Olhos abertos ao mais novo golpe do Euromillions

02.08.2013

Recentemente fomos informados sobre um novo golpe que tem como alvo apostadores do Euromillions, e que tenta tirar vantagem da generosidade de Chris e Colin Weir, vencedores do grande jackpot de 190 milhões de Euros em 2011.

Se costuma jogar Euromillions frequentemente, provavelmente lembra-se de que em 2011 os Weirs foram os maiores vencedores do Euromillions de todos os tempos, recebendo o jackpot recordista de 161 milhões de Libras Esterlinas. Desde a sua incrível vitória, os Weirs tornaram-se grandes referências pela sua generosidade, ao doar dinheiro a hospitais, às artes, a causas animais, e uma grande variedade de instituições de caridade. Embora recebam semanalmente centenas de e-mails e pedidos para doação a várias causas diferentes, o casal escocês diz que ainda lê cada mensagem para avaliar se o pedido é para uma causa que merece uma doação.

Infelizmente, golpistas online agora aproveitam-se da generosidade deste casal e mandam e-mails aparentemente endereçados a um destinatário das doações dos Weirs. O e-mail falso diz que Colin e Chris gostariam de realizar uma doação no valor de £300,000 ao destinatário, mas que antes necessitam saber o número de conta bancária para fazer a transferência. Um golpe parecido, que pode ou não ter sido criado pelos mesmos “artistas” do golpe do e-mail, pede ao destinatário uma pequena doação em dinheiro aos Weirs, para cobrir as suas despesas de transferência do dinheiro a ser doado à conta do destinatário.

Como em todos os golpes online, se a situação parece boa demais para ser verdade, provavelmente não o é! Nunca dê os detalhes da sua conta bancária a ninguém que não conhece, especialmente pessoas que se dizem antigos vencedores de lotarias. Mesmo não existindo dúvidas sobre a grande generosidade dos Weirs com os seus ganhos do Euromillions, o casal pesquisa pessoalmente sobre as instituições de caridade e pessoas em necessidade, e avalia quem necessita mais de doações. Eles não doam dinheiro assim, facilmente, sem ter uma boa causa.